Carregando...
JusBrasil - Política
18 de abril de 2014

Prefeitura do Rio inicia obras para construção da Transcarioca

Publicado por Prefeitura do Rio de Janeiro (extraído pelo JusBrasil) - 3 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

A Prefeitura do Rio iniciou nesta quinta-feira, dia 17, as obras para a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) Transcarioca, um corredor exclusivo para ônibus articulados que vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, reduzindo em 60% o tempo de viagem. O novo corredor viário terá 39 quilômetros de extensão, passando por bairros como Madureira e Penha, região importante do subúrbio carioca. O início das intervenções foi anunciado hoje pelo prefeito Eduardo Paes, que esteve nas ruas Cândido Benício e Domingos Lopes, onde técnicos da Secretaria Municipal de Obras trabalham na construção do mergulhão do Campinho, em Madureira.

A Transcarioca vai melhorar a mobilidade urbana na cidade, principalmente no deslocamento entre as zonas Norte e Oeste. O tempo gasto no trajeto entre a Barra da Tijuca e a Ilha do Governador, por exemplo, será reduzido em mais de 60%, trazendo maior economia e qualidade de vida aos moradores de todos os bairros cortados pelo corredor expresso, que terá um sistema integrado com outros transportes (metrô e trens e ciclovias), atendendo cerca de 400 mil passageiros por dia.

As obras da Transcarioca foram divididas em dois lotes. O primeiro lote, já licitado, fará a ligação entre a Barra e a Penha. A Transcarioca, a Transoeste (Jardim Oceânico/Santa Cruz/Campo Grande) já em construção e a Transolímpica (Barra-Deodoro), fazem parte do conjunto de obras viárias da Prefeitura para preparar a cidade para as Olimpíadas de 2016, sendo importantes legados dos Jogos para todos os cariocas.

O prefeito Eduardo Paes destacou a importância desse corredor expresso para a transformação da cidade:

- Essa obra é a mais importante da cidade porque ela não é só um corredor de transporte mudando completamente a lógica de comportamento das pessoas de todo o subúrbio carioca. É uma revolução urbana. Ela vai abrir novas vias, recuperar calçadas, praças, áreas verdes, melhorar o fluxo de veículos, tirar ônibus das ruas, dar transporte confortável. Essa é uma intervenção muito complexa, tivemos que desapropriar mais de 3 mil imóveis e ainda temos um trabalho grande pela frente, mas temos que pensar que ela interfere positivamente na cidade e na qualidade de vida da população - afirmou.

- O caso do Rio será idêntico ao que aconteceu em Barcelona, em que a cidade vai se servir dos Jogos Olímpicos. E a Transcarioca será mais um legado que ficará para a cidade, assim como a revitalização do Porto, a Transoeste, a Transolímpica. Estaremos sempre pautando as olímpiadas a partir da visão e interesse da cidade - destacou.

O corredor expresso conta com um investimento total de R$ 1,3 bilhão e a construção dos dois lotes será concluída em três anos. A previsão é de que a Transcarioca esteja pronta e operando em 2014, a tempo para outro grande evento esportivo na cidade, a Copa do Mundo de Futebol. Ao todo serão 45 estações, três terminais para embarque e desembarque de passageiros, nove pontes, três mergulhões, dez viadutos, duplicação de pistas e projetos de urbanização das áreas adjacentes.

Detalhamento dos dois lotes:

Primeiro lote - terá 28 quilômetros. A obra foi iniciada nesta quinta-feira, dia 17, pelo mergulhão que será construído no Campinho. Neste lote, a via vai passar pelos bairros Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Curicica, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Penha. Além da ampliação da via, a obra do Lote 1 inclui sete pontes, dois mergulhões na Barra (um na altura do 'Cebolão' da Avenida Ayrton Senna e outro na Avenida Via Parque), quatro viadutos, uma passagem inferior e a urbanização da área adjacente. O custo deste lote é de R$ 798,4 milhões.

Segundo lote - contempla o traçado entre o bairro da Penha e o aeroporto. Estima-se que a construção desse traçado receba investimento de R$ 548,3 milhões. São 11 quilômetros de extensão, prevendo a construção de oito obras de arte (duas pontes e seis viadutos): viaduto sobre linha férrea em Olaria, viaduto em arco estaiado sobre Avenida Brasil, viaduto sobre a Avenida Brigadeiro Trompowski, ponte sobre o Canal do Cunha e Linha Vermelha, ponte estaiada sobre Baía de Guanabara (ligação Fundão/Ilha do Governador), viaduto sobre a ponte nova do Galeão, viaduto sobre Estrada do Galeão e viaduto sobre a Avenida 20 de Janeiro.

O trajeto se inicia no início do Largo da Penha, seguindo pela Rua Monsenhor Alves Rocha, Rua Ibiapina, Rua Uranos, Estrada Engenho da Pedra, Rua Ismael Rocha, Rua Sargento Peixoto, Avenida Brigadeiro Trompowski, um binário (na altura do Fundão) pelas avenidas Um e Vinte e Quatro, seguindo pela Avenida Vinte e Nove, Estrada do Galeão e Avenida 20 de Janeiro.

Conheça os quatro trechos de obras do primeiro lote:

- O primeiro é constituído pelo Terminal Alvorada, Avenida Ayrton Senna e Avenida Embaixador Abelardo Bueno, em uma extensão aproximada de 5 km. Nesse trecho serão construídas duas passagens inferiores sob a Avenida das Américas (dois mergulhões) na Avenida Ayrton Senna e uma ponte sobre a Lagoa de Jacarepaguá. Neste trecho, além do Terminal Alvorada, haverá cinco estações (Lourenço Jorge, Via Parque, Pólo Cine Vídeo, Hospital Sarah, Autódromo).

- O trecho 2 tem extensão de 7 km e começa na Estrada Coronel Pedro Correia, seguindo até o final da Estrada dos Bandeirantes. Nesse trecho serão construídas dez estações (Pedro Correia, Curicica, Praça do Bandolim, Arroio Pavuna, Schering, Comandante Guaranys, Gusmão Lobão, Merck, André Rocha e Largo da Taquara).

- No trecho 3, de 7,5 km, o trajeto passa pela Avenida Nelson Cardoso, Rua Cândido Benício, Rua Domingos Lopes, Rua Guaxima e Viaduto Negrão de Lima, que será duplicado. Haverá, ainda, um mergulhão, para ligação da Rua Cândido Benício à Rua Domingos Lopes e dez estações (Marechal Bevilaqua, Praça Araci Cabral, Largo do Tanque, Albano, Praça Seca, Capitão Menezes, Pinto Teles, Largo do Campinho, Madureira e Mercadão).

- O último trecho é formado pela Avenida Ministro Edgard Romero, Avenida Vicente de Carvalho e Avenida Brás de Pina. São 8,5 km até o Terminal da Penha, com onze estações (Otaviano, Vila Queiroz, Largo de Vaz Lobo, Marambaia, Vicente de Carvalho, Praça Aquidauana, Lafaiete, Pedro Taques, Praça do Carmo, Guaporé e Cajá). Será construído um viaduto sobre a Linha 2 do metrô, na altura de Vicente de Carvalho.

Texto: Juliana Romar

Fotos: Beth Santos

0 Comentários

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula.

ou

Disponível em: http://pref-r-janeiro.jusbrasil.com.br/politica/6738473/prefeitura-do-rio-inicia-obras-para-construcao-da-transcarioca